Ferramenta que pode auxiliar as industrias a manterem sua capacidade produtiva em momento de pandemia

As indústrias brasileiras e do mundo precisam de diversos profissionais atuando diariamente para manter a produção, a qualidade, a eficiência e segurança das operações. Entretanto, neste momento de pandemia, como podemos manter a excelência operacional quando deve-se diminuir a presença dos profissionais, mantendo-os em isolamento, para evitar que adoeçam e disseminem a doença?

O home-office é uma boa opção para os profissionais da indústria que trabalham em áreas como compras, financeiro, projetos, planejamento e controle de produção e etc. Mas e os profissionais que trabalham no chão de fábrica, na operação/manutenção dos maquinários? Esses profissionais são a base para a produção industrial. Como podemos reduzir a presença desses profissionais em campo sem perder a capacidade produtiva? Antes de responder essa pergunta, vamos nos situar sobre como normalmente é o dia a dia desses profissionais.

É comum nas indústrias os responsáveis pela produção, engenheiros e operadores, controlarem a operação através de sistemas supervisórios/SCADA. São softwares, normalmente instalados em um servidor próximo a linha de produção, que permitem visualizar e alterar as condições de operação da linha de produção, de equipamentos e etc.

É claro que a maioria das indústrias não possuem essa infraestrutura. Nesse caso, é comum que o monitoramento da produção seja feito visitando cada equipamento ou linha de produção pelo profissional responsável. Esse profissional possui a rotina de averiguar se as maquinas estão operando da maneira correta e por regulá-las caso algo saia da condição ideal ou um novo produto entre em produção.

Imagine um engenheiro de manutenção que acompanha da sua casa como está o funcionamento de equipamentos e sensores em tempo real, e caso algo fique fora da normalidade, ele solicita que um técnico em campo atue no problema. Incrível né? Isso vem sendo fomentado através do que chamamos de indústria 4.0. Dispositivos IoT e computação em nuvem, inteligência artificial e etc., estão permitindo que profissionais responsáveis pela operação, produção ou manutenção industrial acompanhem as linhas de produção, equipamentos, sensores de qualquer dispositivo com acesso a internet.

Mas como isso é possível? Através do monitoramento remoto da produção.

No caso de indústrias que possuem um sistema supervisório/SCADA para monitorar e controlar os processos de produção, a instalação de um monitoramento remoto é simples. Basta sincronizar o servidor local, onde estão os dados coletados, com um servidor cloud-computing e uma aplicação que permita visualizar os dados.

Caso não haja um servidor com os dados de operação, será necessário o uso de dispositivos IoTs para coletar esses dados. Os equipamentos e sensores das linhas de produção industriais normalmente funcionam de forma síncrona e assíncrona para produzirem um produto. E para que isso ocorra de forma correta, são utilizados dispositivos chamados PLC’s (Programmable logic controller). Esses dispositivos são programados para controlar uma operação de acordo com as necessidades de cada processo industrial. Eles permitem configurar como e quando cada equipamento deve funcionar. E é por meio de dispositivos como este que podemos capturar os dados de operação. Basta conectar um dispositivo IoT capaz de se comunicar com esses PLC’s, capturar os dados que ali trafegam e os enviar pela internet para uma plataforma ou APP que permita usuários visualizarem os dados quase que em tempo real.

Como citado no exemplo do engenheiro de manutenção, essa tecnologia pode proporcionar que profissionais acompanhem a operação industrial de forma remota. Mas isso não acaba com a necessidade da presença de pelo menos alguns profissionais em campo. Já que é necessário a presença deles para atuarem nos problemas identificados através do monitoramento remoto.

Se você se interessou e quer saber mais sobre os benefícios do uso do monitoramento remoto para operação industrial, entre em contato com a hazel. Possuímos tecnologia IoT que comunica-se com diversos tipos de PLC’s, inversores de frequência, soft-starters, sensores e etc. E uma plataforma WEB que possibilita a visualizar dados em tempo real por diversos usuários além de análises de dados históricos, construção de dashboards personalizados e relatórios de desempenho.

Leonardo Ribeiro

COO

saiba mais

Não perca mais tempo, você precisa de inteligência baseada em dados